Compre um livro da nossa coleção e receba gratuitamente um Ticket-Voucher para nos visitar!
ENTRADA NA LIVRARIA LELLO O Livro ideal para Si

Livraria Lello sugere Salman Rushdie

Livraria Lello sugere Salman Rushdie

Setembro seria o mês em que a Livraria Mais Bonita do Mundo receberia o aclamado escritor Salman Rushdie. Um brutal ataque adiou, não cancelou, a visita do romancista, mas a Livraria Lello manteve-o como Autor do Mês numa homenagem à sua obra.

Enquanto o autor recupera e aguardamos nova data para a sua visita, os nossos Livreiros sugerem a leitura de Os Filhos da Meia Noite, Os Versículos Satânicos e Joseph Anton. Três das mais célebres obras do escritor que tem colecionado vários prémios literários ao longo da sua carreira.

Os filhos da meia-noite, Salman Rushdie

Salim Sinai é um muçulmano de família abastada que nasceu em Bombaim, precisamente no instante em que a Índia conquistava a sua independência. A sua história está ligada à de outras 1000 crianças que nasceram entre a meia-noite do dia 15 de agosto de 1947 e a primeira hora do dia seguinte, uma vez que o protagonista e narrador consegue comunicar telepaticamente com elas. Esta capacidade permite-lhe reconstruir a história da sua família e, como a sua trajetória está interligada à complexa e conturbada história do seu país, permite-lhe, também, examinar os acontecimentos históricos e culturais da Índia.

Os filhos da meia-noite é, nada mais nada menos, do que a história da Índia do século XX contada com a mestria do realismo mágico, característica do autor de origem indiana. Este, que é o segundo romance de Rushdie, valeu-lhe o Booker Prize de 1981 e o Booker of Bookers Prize, em 1993, projetando o escritor como um dos grandes nomes da literatura contemporânea.

Em 2012, o filme foi adaptado ao cinema pela realizadora Deepa Mehta em colaboração com o autor que, para além de escrever o argumento, também deu voz ao narrador.

Versículos Satânicos, Salman Rushdie

Gibreel Farishta e Saladin Chamcha são dois atores indianos que, no voo de regresso da sua viagem à Índia, são vítimas de um atentado terrorista pouco antes da chegada a Londres. Refugiados um no outro, os protagonistas sobrevivem à explosão e à queda do avião, mas veem a sua vida completamente transformada. Várias metamorfoses colocam os dois protagonistas em lados opostos na luta entre o bem e o mal.

Joseph Anton – Uma Memória, Salman Rushdie

Salman Rushdie viu-se obrigado a viver clandestinamente, sob proteção policial e em constantes mudanças de casa. Pediram-lhe que escolhesse um pseudónimo pelo qual a polícia pudesse tratá-lo e surgiu Joseph Anton, numa homenagem aos seus escritores favoritos, Conrad e Tchékhov. 

Escrito com uma enorme franqueza e honestidade, é um livro empolgante, provocatório, comovente e absolutamente necessário porque fala, sobretudo, sobre a luta pela liberdade de expressão.