José Saramago e os seus “herdeiros” em destaque na Livraria Lello

No dia 26 de novembro, pelas 21h30, a Livraria Lello promove uma conversa sobre o único Nobel da Literatura de língua portuguesa, com os vencedores do Prémio José Saramago e o diretor da Fundação José Saramago, Sérgio Machado Letria.
José Saramago e os seus “herdeiros” em destaque na Livraria Lello
A 16 de novembro de 2021, José Saramago completaria 99 anos de idade. Iniciam-se, assim, neste mês, as comemorações do seu centenário. Unindo-se a esta celebração, a Livraria Lello homenageia o autor destacando-o de forma especial durante todo o mês de novembro.

Único Prémio Nobel da Literatura de Língua Portuguesa, o escritor nascido na Azinhaga do Ribatejo prendeu os leitores de todo o mundo em torno da sua incontornável obra, entre a qual se destacam títulos como O Ano da Morte de Ricardo Reis (1984), O Evangelho Segundo Jesus Cristo (1991), ou As Intermitências da Morte (2005). Escreveu romances, crónicas, peças de teatro, contos, poesia, livros infantis e livros de viagens.

Em 1995, parecia já prever o futuro, narrando uma pandemia que rapidamente se alastrou pelo mundo… Não foi por acaso que o seu Ensaio sobre a Cegueira, obra adaptada para cinema em 2008 por Fernando Meirelles, se tornou um dos livros mais citados com o deflagrar da pandemia da Covid-19.

Ainda em 1995, recebeu o Prémio Camões e, três anos depois, foi distinguido com o galardão maior da Literatura Mundial. Memorial do Convento é talvez uma das obras que melhor reflete a justificação dada pela Academia Sueca aquando da atribuição do Prémio Nobel ao escritor, em 1998: “aquele que com parábolas portadoras de imaginação, compaixão e ironia torna constantemente compreensível uma realidade fugidia”.

A herança literária de Saramago

José Saramago inspirou gerações de escritores que se tornaram nalguns dos nomes mais sonantes da literatura portuguesa contemporânea. O Prémio Literário José Saramago, instituído pela Fundação Círculo de Leitores, em 1999, ajudou a revelar alguns deles. Hoje chamamos-lhes “herdeiros de Saramago”.

No dia 26 de novembro, escritores como Gonçalo M. Tavares, Afonso Reis Cabral, João Tordo, Adriana Lisboa ou Andrea Del Fuego juntam-se (ao vivo ou virtualmente) a uma conversa conduzida por Sérgio Letria, diretor da Fundação José Saramago, sobre o incontornável legado deixado pelo autor à humanidade.

Este evento dá continuidade ao destaque que a Livraria Lello tem dado ao autor ao longo deste ano. Em junho inaugurou, em parceria com a Fundação José Saramago, uma sala temática no seu interior dedicada inteiramente a José Saramago. Na mesma data, lançou uma coleção exclusiva com quatro obras do autor – Memorial do Convento, Ensaio sobre a Cegueira, O Evangelho segundo Jesus Cristo ou As Intermitências da Morte –, resultado de uma parceria editorial com a Porto Editora. Já este mês, a Livraria Lello fundou, em conjunto com a Universidade de Trás-os-Montes e Alto-Douro e a Fundação José Saramago, a primeira Cátedra em território nacional que tem o escritor como patrono.