Livraria Lello conclui primeiro Drive-Thru Livreiro do mundo

A Livraria Lello assumiu por inteiro a oferta de mais de 10 mil livros, no que representa um elevado esforço financeiro.

Lello bookstore drive thru

Os livros são mesmo bens de primeiríssima necessidade. Mesmo, talvez sobretudo, em tempos pandémicos. Declarou-o a Sra. Ministra da Cultura e provou-o a Livraria Lello, ao inaugurar a 1 de abril aquele que cremos ser o 1ª Drive Thru livreiro do planeta, inaugurado a 01 de abril, e que acompanhou o período em que Portugal esteve em Estado de Emergência. Provaram-no também os mais de 10.000 leitores que, de segunda a sexta, entre as 10h00 e as 12h00, passaram pela rua da Livraria Lello e aí, em condições de absoluta segurança e higiene, receberam gratuitamente livros editados pela Livraria Lello, numa ação que teve como principal objetivo devolver à comunidade o conforto, a confiança e a companhia que os livros sempre dão, ainda mais em tempos difíceis como estes, que nunca vivemos antes.

A Livraria Lello assumiu por inteiro a oferta diária destes milhares de livros, no que representa um elevado esforço financeiro, correspondente à responsabilidade social que sabemos e gostamos de ter para com os nossos leitores e amigos, habitantes da nossa cidade e da nossa região, uma das mais atingidas pela pandemia.  Somos uma livraria cujo sucesso tem sido construído por leitores internacionais e nacionais, vindos de todo o país e de todo o mundo. Não esquecemos que são eles que nos dão sentido como Livraria e como Monumento. Como Livraria que é um Monumento. Assim, tendo disponibilizado muitas edições em pdf, acessíveis em qualquer ponto do planeta, não quisemos deixar de partilhar, graciosamente, com quem vive mais perto de nós, o livro para além do virtual, como singularíssimo objeto físico de luxo quotidiano. 


Este foi um esforço financeiro, de trabalho e de organização que se realizava na partilha destes mais de 10.000 livros e na sua leitura e que foi, além disso, largamente compensado por cartas, bilhetes e postais de agradecimentos por parte dos nossos leitores. [em anexo algumas imagens e trechos destas missivas]. Foi, assim, uma ação com um enorme impacto positivo na comunidade a que pertencemos, que serviu para confortar e certamente para criar novos leitores, que conheceram novas histórias, novos autores, que viajaram sem sair de casa. Relações entre livraria, livros e autores que tendo sabido adaptar-se ao “grande confinamento” ganha agora um novo significado no “longo desconfinamento” que passará a pautar as nossas vidas. 


Porque ler, ser lido, publicar, dar voz a autores consagrados pelos séculos ou emergentes à procura de uma primeira edição (como sucede com o concurso que a Livraria Lello lançou neste período de isolamento, o prémio “Contos da Quarentena”, que recebeu já mais de 6 dezenas de candidaturas e que premiará 6 novos autores com um prémio monetário de 6.000€ e um prémio de edição) é um verdadeiro ato de “Amor nos Tempos da Cólera” da Livraria Lello e da sua equipa para com os seus leitores, a sua cidade, que são o seu mundo.

Nesta fase em que Portugal inteiro se reabre progressivamente com todo o cuidado e a máxima esperança, também a Livraria Lello cuida agora de, com toda a segurança e higienização possíveis, preparar o seu edifício monumental, organizar o seu acervo livreiro, formar os seus livreiros e programar as suas atividades para oferecer a todos os seus amigos e leitores, da sua rua como do outro lado do mundo, a melhor magia que o homem inventou para si e para os seus semelhantes saírem de si mesmos e, assim, se reencontrarem com toda a sua humanidade: a experiência de se oferecer livros (a si mesmo e aos outros) para que ainda mais livros se leiam e possamos continuar a ser desconfinados e imortais, mesmo quando estamos confinados e mortais.  

LER MAIS