Tesouros de Hemingway: o que torna estes livros tão valiosos?

Tesouros de Hemingway: o que torna estes livros tão valiosos?
The Sun Also Rises, A Farewell to Arms e Old Man and The Sea são três dos livros mais emblemáticos de Ernest Hemingway. Três obras que, nos últimos anos, atingiram em leilão valores impressionantes, dignos de verdadeiros tesouros. Neste artigo damos a conhecer os exemplares em questão e desvendamos o que os torna tão especiais.

Em 2014, um exemplar assinado da primeira edição de The Sun Also Rises foi licitado por cerca de 139 mil euros, tornando-se no livro mais valioso do autor a quem foi atribuído o Nobel da Literatura em 1954. Aquando da sua publicação, a obra que retrata a vida de um grupo de artistas norte-americanos e britânicos exilados em Paris, recebeu críticas contraditórias. No entanto, rapidamente se transformou num romance de culto para os jovens europeus do período entre as duas guerras, sendo considerada por muitos a obra-prima de Hemingway.  

Este exemplar, leiloado pela Sotheby’s, destacou-se pelo seu ótimo estado de conservação. A encadernação em pano preto com impressão em folha de ouro está imaculada e conserva a sobrecapa original, com design do conceituado Cleonike Damianakes. Em 2011 outro exemplar assinado foi licitado por 95 mil euros e, já este ano, uma outra cópia da primeira edição atingiu os 75 mil euros.
 
The Sun Also Rises
Assinaturas e dedicatórias dão história às estórias

Em 2002 um exemplar de A Farewell to Arms, outra das obras mais aclamadas do autor, foi leiloado pela Christie’s, por cerca de 67 mil euros. Trata-se de uma primeira edição, tornada única pelas palavras do autor, escritas a lápis no frontispício: "Para Eric Knight, este relato da vida e das viagens no norte da Itália durante 1917 e 1918 com uma curta excursão nos lagos [Staban] e um relato de parte de um Inverno passado na Suíça francesa, acima do lago Lewan, com os melhores votos do autor Ernest Hemingway". Na página seguinte, Hemingway escreveu ainda: "Envio-lhe este livro porque ele é muito querido para mim".
A Farewell to Arms
Old Man and The Sea
Old Man and The Sea foi a última grande obra de ficção de Hemingway, escrita dois anos antes de lhe ser atribuído o Prémio Nobel da Literatura. Um exemplar da primeira edição da obra foi a leilão na Christie’s, em 2018, sendo licitado por cerca de 32 mil euros. O livro está assinado pelo autor e contém uma dedicatória para a sua afilhada Alden Calmer: “Para Alden, este livro estranho que tive a incrível (sp.) Sorte de escrever. E.H".

Estes três exemplos mostram que cada livro é um objeto único, valorizado por características irrepetíveis como o seu estado de conservação, uma assinatura ou uma dedicatória. Marcas (ou a ausência delas) que testemunham a história para além da estória, de cada um destes tesouros.