O DUELO


Numa fase de confinamento conjunto, um casal recente experimenta as tribulações de perceber que terão provavelmente apenas uma coisa em comum: a dificuldade de se expressar na presença do outro. Isto constitui um problema grave, tanto mais que ele é um escritor que se alimenta de silêncio, e ela uma violinista que precisa profanar esse silêncio.

De uma quietude tensa ao azedume, deste à exasperação, recrudescendo a um desespero enlouquecedor, o seu rancor mútuo vai extravasar dos indivíduos para as artes a que se dedicam. Cada um deles vai usar a sua linguagem de eleição para tentar anular a do outro, desdenhar da sua importância e reduzi-la a nada. Daí a inclusão neste conto de uma pequena peça original para violino, num momento do texto onde as palavras não teriam lugar.

Este texto parte de uma experiência pessoal poetizada, ficcionada e em última análise metamorfoseada por completo.

Nesta época de flagelo global que influenciará todos, e de uma forma muito plural, esta é uma história de dois indivíduos desconformes, cada qual em luta pelo simples direito de se expressar num pequeno espaço comum. Essas manifestações parecem querer anular-se mutuamente num duelo de símbolos.


Sobre As Autoras - Helena Correia e Cláudia Fernandes


Helena Correia é cantora lírica, estudou musica antiga e vive atualmente em Birmingham onde frequenta o mestrado em Performance Vocal. Cláudia Fernandes nasceu em Lisboa e escreve sob vários pseudónimos.


A carregar
A carregar
Este site usa cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao prosseguir estará a consentir a sua utilização.            
Ver Mais