Rudyard Kipling, The Jungle Book
Macmillan and Co.– 1894


Sinopse
Mowgli, um menino criado por lobos, tem de enfrentar o terrível tigre Shere Khan; Kotick, a foca branca, desafia a barbárie dos homens; Rikki-tikki-tavi, um jovem mangusto, luta heroicamente contra as cobras; e Tommai tem a honra de assistir à famosa e secreta dança dos elefantes....
O Livro da Selva, a obra mais célebre de Rudyard Kipling, é uma emocionante narrativa de aventuras que conduz o leitor desde a Índia ao Alasca.


Biografia
Rudyard Kipling (1865-1936) nasceu na Índia, em Bombaim, e foi um dos mais afamados contistas e poetas britânicos de finais do século XIX, inícios do século XX.
Autor de um pequeno romance, Kim (1901), e de alguns contos celebrizados pelo cinema, como O Homem que Queria Ser Rei (1888) e as histórias d’O Livro da Selva (1894), que narram as aventuras de Mowgli, Kipling deve ainda ser recordado enquanto criador de poemas como Gunga Din (1890) e If (1910).
Recebeu o Prémio Nobel de Literatura em 1907, tendo sido o primeiro e o mais jovem escritor de língua inglesa a receber a mais elevada distinção literária.


FunFacts
O SEGUNDO LIVRO DA SELVA
Em 1895 Rudyard Kipling publicou O Segundo Livro da Selva, que inclui cinco novas histórias sobre Mowgli.

PRÉMIO NOBEL DA LITERATURA
Rudyard Kipling recebeu o Prémio Nobel da Literatura em 1907, pelo seu “poder de observação, originalidade da imaginação, virilidade de ideias e marcante talento narrativo”. Foi o primeiro autor inglês a receber o prémio criado em 1901, sendo ainda nos nossos dias o mais novo galardoado.

UM DOS MAIS BEM PAGOS
Em 1897, Rudyard Kipling era não só um dos mais aclamados autores, mas também um dos mais bem pagos.

INSPIRAÇÃO NA ÍNDIA
Rudyard Kipling passou 12 anos da sua vida na Índia. As histórias que viveu e conheceu inspiraram-no a escrever o Livro da Selva.

AUTOR MORRE A 18 JANEIRO, 1936
Rudyard Kipling morreu no dia 18 de janeiro de 1936, com 70 anos. Dois dias antes havia sido publicado no jornal o seu obituário. O escritor leu-o e contactou o periódico para avisar que a notícia não era verdade.

UM ESPÍRITO AJUDOU-O A ESCREVER
Kipling afirmava que um espírito o ajudara na escrita do Livro da Selva. No seu último livro, uma autobiografia intitulada Something of Myself, escreveu: “Quando é a tua Divindade a comandar, não tentes pensar de forma consciente. Segue, espera e obedece”.

ÚLTIMO FILME DE WALT DISNEY
O Livro da Selva foi o último filme de Walt Disney, que morreu durante a sua produção a 15 de dezembro de 1966. Depois do encerramento do estúdio por um dia, este foi aberto novamente para continuar o filme, que estreou a 18 de outubro de 1967.

A carregar
A carregar
Este site usa cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao prosseguir estará a consentir a sua utilização.            
Ver Mais