Mais de um milhar de livros encontram diariamente novos leitores na Livraria Lello

7 de setembro de 2018

Os números não enganam. Mais de 1000 livros saem das prateleiras da Livraria Lello todos os dias levados na mão de leitores de mais de 70 países. Em Julho foram mais de 1200 por dia. Espanha, França ou Estados Unidos da América são alguns dos países que mais adquirem obras literárias de escritores portugueses em português ou traduzidos. Mas há também curiosos lusófonos a entusiasmarem-se com os seus conterrâneos, com os portugueses e brasileiros a (re)descobrirem alguns dos seus melhores escritores.

Na época alta, entram na Livraria diariamente entre 3500 a 4000 pessoas. Cerca de metade dessas pessoas sai com um livro na mão. O objetivo da Livraria Lello é que este número continue a aumentar, cumprindo assim cada vez mais plenamente a função do voucher de acesso à Livraria, que visa moderar o acesso à mesma, permitindo que todos convertam esse valor num novo livro que levem consigo para sempre.

Foi justamente para incentivar a compra de livros por parte dos visitantes, que a Livraria Lello implementou, em 2015, o voucher cujo valor pode ser convertido na compra de qualquer um dos milhares de livros que têm na Livraria Lello a sua casa. Todos os nossos visitantes são leitores. Leitores esses que levam consigo edições próprias da Livraria (grandes clássicos da literatura, como O Principezinho ou Os Contos Escolhidos, de Edgar Allan Poe), mas também grandes nomes da literatura portuguesa e literatura traduzida, tornando a Livraria Lello na livraria de rua que mais vende em Portugal, e que portanto mais exporta cultura portuguesa.
Esta medida levou à redução do fluxo de turistas que estão, em cada momento, dentro da Livraria Lello e ao aumento do número de leitores. Se até 2015 o número de pessoas que entrava na Livraria e que saia com um livro não chegava aos 20%, agora está em cerca de 50%. E isto permitiu também aumentar o número de livreiros especializados e colaboradores da Livraria Lello, que passaram de 9 para cerca de 50.

Paralelamente, foi lançado o cartão amigo da Livraria, que permite que quem o adquire entre livremente, sem passar por qualquer fila. Uma medida lançada a pensar nos habitantes da cidade, a quem a Livraria Lello deseja continuar a pertencer.

NÃO SÓ DE LIVROS SE FAZ ESTA LIVRARIA, TAMBÉM HÁ EVENTOS CULTURAIS
A Livraria Lello é também um local de encontro de várias artes. Até ao fim de setembro há Miró para ver – e ler – na Livraria. Uma mostra que se apresenta a público pela segunda vez desde a sua criação e que foi inaugurada pelo neto do famoso artista catalão. Também no piso superior da icónica livraria é possível encontrar 400 bustos entre os milhares de livros, que correspondem a 400 personalidades da cidade que vão desde a cara mais conhecida ao rosto de um habitual residente do Porto.

Os artistas do Porto têm aqui igualmente espaço para se mostrarem como é o caso de Rute Rosas. A artista plástica “explora” as montras da Livraria Lello com a sua “Pele de Embrulho”, um trabalho que todos os leitores podem levar para casa “abraçando” os livros adquiridos na Livraria Lello.

De referir que desde o início do ano e até ao final do mês de agosto aconteceram cerca de 40 atividades culturais na Livraria Lello, desde lançamento de livros, a leituras de poesia, passando por concertos falados, exposições e celebração de dias especiais. Eventos abertos ao público, numa oferta da Livraria Lello à sua cidade, aos seus leitores e aos seus visitantes.
A carregar
A carregar
Este site usa cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao prosseguir estará a consentir a sua utilização.            
Ver Mais