Efeito Pinóquio

28 de outubro de 2019
Le Avventure di Pinocchio (1883) é o ponto de partida para as montras da Livraria Lello em exibição a partir de 15 de novembro até janeiro de 2020.

C’era una volta…
- Un re! – diranno subito i miei piccoli lettori.
- No, ragazzi, avete atagliato. C’era una volta um pezzo di legno. 
(Le Avventure di Pinocchio, 1883)
 
Com este pedaço de madeira, Carlo Collodi (1826-1890) – pseudónimo do escritor italiano Carlo Lorenzini – moldaria a mais famosa marioneta da história da literatura.
As primeiras páginas desta narrativa surgiram a 07 de julho de 1881 na primeira publicação periódica italiana dedicada a crianças, Il Giornale per i Bambini – do qual viria a ser diretor entre 1883 e 1885 –, por solicitação do seu amigo, e também escritor, Guido Biagi (1855-1925). Os excertos, inicialmente publicados com o título Bambinata, contavam a história de Pinóquio, uma marioneta, criada pelo carpinteiro Geppetto, que tinha o desejo de se tornar uma criança de verdade.

A história, publicada em forma de livro em 1883, retira inspiração nas obras de Luigi Alessandro Parravicini (1797-1880), Il Giannetto (1837) e Minuzzolo (1878), protagonizadas por crianças rebeldes que, tal como a personagem de Collodi, se tornam bondosas graças aos desafios a que são expostas.
Assim, é conhecida de todos uma das principais características de Pinóquio: o nariz que cresce a cada mentira. Este icónico atributo rapidamente se tornaria como um aviso para os mais pequenos, de que o mesmo lhes aconteceria caso não dissessem a verdade.

Mas saberia Collodi, ainda no século XIX, que tal não estaria assim tão longe da verdade?
Estudos recentes, desenvolvidos por investigadores do Departamento de Psicologia Experimental da Universidade de Granada, em Espanha, concluíram que quando mentimos a temperatura do nosso nariz aumenta. Esta particularidade foi batizada de «Efeito Pinóquio».

A partir do dia 15 de novembro e até ao mês de janeiro de 2020, poderá conhecer melhor a história de Pinóquio nas montras da Livraria Lello, através de uma exposição que tem como foco a primeira edição de La Avventure di Pinocchio: Storia di un Burattino, com ilustrações de Enrico Mazzanti (1850-1910), que integra o espólio da Sala Gemma.

A carregar
A carregar
Este site usa cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao prosseguir estará a consentir a sua utilização.            
Ver Mais